3º Bate-Papo Musa vs Puto / Analice vs Gavião (Parte II)

Inspirado no #MêsDaCamgirl, eu, @ImagensDay, resolvi abrir espaço no meu Blog para conhecermos melhor nossas musas CamGirls de um jeito um pouco diferente.

O nosso terceiro Bate-Papo Musa vs Puto, feito no ano passado, foi tão bom que precisou ser dividido em duas partes!

 

Relembre os participantes:

A Musa: Analice, CamGirl do CameraHot e uma das #MusasOficiais da Confraria dos #PutosOficiais do CameraHot no Twitter (@Analice_CHT). É também a #MusaOficialDoMês da Confraria de janeiro de 2017.

 

O Puto: Gavião, assinante do CameraHot e um dos #PutosOficiais e fundadores da Confraria no Twitter (@gaviao15). Voyeur convicto, sempre na medida certa e no momento certo. Puto engaiolado.

De vez em quando Dio Puto de Terno aparece para dar uns palpites.

A primeira parte da conversa você pode ler ou reler aqui:

Todos (ou quase!) os segredos de Analice foram revelados. Ela foi colocada contra a parede, sentiu as cutucadas de Gavião e adorou! Agora é a vez do contra-ataque de Analice! Mas é capaz de ela ser encoxada novamente…

 O Bate-Papo:

00-analice-vs-gavic3a3o

 Analice: Gavião, vamos começar pelo clichê. Há quanto tempo você está no site? E por que entrou?

Continuar lendo

3º Bate-Papo Musa vs Puto / Analice vs Gavião (Parte I)

3º Bate-Papo Musa vs Puto – Analice vs Gavião

Inspirado no #MêsDaCamgirl, eu, @ImagensDay, resolvi abrir espaço no meu Blog para conhecermos melhor nossas musas camgirls de um jeito um pouco diferente.

Já vimos por aí as camgirls sendo entrevistadas por programas de TV e webTV, youtubers, sites e blogs, mas agora elas serão entrevistadas por seus próprios fãs.

E, como forma de demonstrar os multitalentos dessas incríveis camgirls, elas também revelarão seu lado entrevistadora e terão direito a perguntar o que quiserem ao fã entrevistador.

Bem-vindas e bem-vindos ao Bate-Papo Musa vs Puto!

Apresento a vocês os participantes deste terceiro Bate-Papo (o primeiro você lê aqui e o segundo, aqui ):

A Musa: Analice, camgirl do CameraHot e uma das #MusasOficiais da Confraria dos #PutosOficiais do CameraHot no Twitter (@Analice_CHT). Participou recentemente do #PutosBatemNaPorta. Uma menina querendo aventura… e uma mulher querendo dar e receber prazer. Uma musa de 26 anos com uma boca de tirar o juízo e um corpo espetacular.

O Puto: Gavião, assinante do CameraHot e um dos #PutosOficiais e fundadores da Confraria no Twitter (@gaviao15). Voyeur convicto, sempre na medida certa e no momento certo. Amante da simplicidade – para ele, o menos é mais.

De vez em quando vocês verão os palpites de Dio Puto de Terno, que também acompanhou a conversa.

O Bate-Papo:

00-analice-vs-gaviao

 

Continuar lendo

2º Bate-Papo Musa vs Puto / Nicolly vs .Le.

2º Bate-Papo Musa vs Puto / Nicolly vs .Le.

Inspirado no #MêsDaCamgirl, eu, @ImagensDay, resolvi abrir espaço aqui no meuBlog para conhecermos melhor nossas musas CamGirls de um jeito um pouco diferente.

Já vimos por aí as camgirls sendo entrevistadas por programas de TV e webTV, youtubers, sites e blogs, mas agora elas serão entrevistadas por seus próprios fãs.

E, como forma de demonstrar os multitalentos dessas incríveis camgirls, elas também revelarão seu lado entrevistadora e terão direito a perguntar o que quiserem ao fã entrevistador.

Bem-vindos (as) ao Bate-Papo Musa vs Puto!

 Apresento a vocês os participantes deste segundo Bate-Papo (o primeiro você lê aqui).

 A Musa: Nicolly, camgirl do CameraHot e uma das #MusasOficiais da Confraria dos #PutosOficiais do CameraHot no Twitter (@NicollyHot). Participou recentemente do #PutosBatemNaPorta. Essa morena de olhos claros tem 25 anos, seios naturais e bumbum grande, 1,57m e é apaixonada por homem de barba.

O Puto: .Le., assinante do CameraHot e um dos #PutosOficiais da Confraria no Twitter (@le_decassioch). Um motociclista apaixonado por Legião Urbana, que está simplesmente observando o movimento…

De vez em quando vocês verão os palpites de Dio Puto de Terno, que também acompanhou a conversa.

 O Bate-Papo:

X-blog - Musa vs Puto - Nicolly vs Le.jpg

Le: Nic, primeiramente é um prazer enorme ter sido escolhido pra esse bate-papo com você. Fiquei muito surpreso e imensamente feliz, pois tenho muito carinho e admiração por você, além, claro, de te achar uma das mais lindas camgirls!

Nicolly: Le, muito obrigada por aceitar o convite. Amei que foi você e agora vamos às respostas.

Le: Minha primeira pergunta é: Há quanto tempo e por que você decidiu ser uma camgirl?

Nicolly: Um amigo visitante do CameraHot me falou muito bem do site, fiquei com curiosidade em conhecer, comecei a acessar e tive interesse. Falei antes com meu marido – na época noivo – e ele me deu o total apoio. Fiz meu cadastro em outubro de 2014, mas só criei coragem de acessar mesmo em fevereiro de 2015.

Le: Que legal, o apoio é fundamental não? Pra quem tem um relacionamento sério, digo.

Le: Houve, além da retribuição financeira e do gosto pela exibição, algum outro fator que te influenciou, como conhecer outras camgirls ou acompanhar sites desse gênero anteriormente?

Nicolly: Bom, Lele, o que me influenciou muito no início a continuar e vencer minha timidez (pode não parecer, mas sou tímida rsrs) foi o retorno financeiro. Eu estava com a data do casamento marcada e precisava de dinheiro. Eu tinha uma loja de roupas que já não me dava tanto retorno, então decidi investir no CameraHot. Antes disso não conhecia nenhuma camgirl e nunca tinha acessado esse tipo de site (só assistia a filmes pornô, aliás, adoro rsrs!)

Dio Puto de Terno: Posso me intrometer um pouquinho para fazer uma pergunta? Nicolly, muita gente acha que vai ganhar rios de dinheiro sendo camgirl. Você tinha uma loja e agora é camgirl. A grana está compensando? É essa coisa boa que muita gente fala na mídia?

Nicolly: Nem tudo são as mil maravilhas, nem todo trabalho é perfeito. Tem dias que meu ganho é ótimo e outros nem tanto, mas posso dizer que é o melhor trabalho que já tive, a grana está compensando bastante sim.

Le: Às vezes, como não conhecemos vocês antes, acontece de imaginarmos que não há timidez. Que legal saber disso. Pois gera empatia na gente, saber detalhes do seu jeito de ser.

Nicolly: Pois é, Lele, quando digo que sou tímida muitos duvidam, mas no meu dia a dia sou tímida… Esse foi um fator que me impediu de entrar no site logo quando me cadastrei, tinha muita vergonha de tirar a roupa. Além disso, não me via com um corpo gostoso que chamaria atenção das pessoas.

Le: No início, ainda balizada por sua timidez, houve alguma ocasião em que você buscou alguma alternativa para vencê-la? Por exemplo, criar uma personagem, de repente?

Nicolly: No início, a única coisa que eu usava para tentar vencer a timidez era a máscara, apenas isso. Nunca criei uma personagem, sempre fui eu mesma.

Le: Com relação ao prazer em se exibir, como é isso? Qual a sensação? Sua sexualidade antes já era bem aflorada ou após se tornar (para nossa alegria rsrs) uma camgirl essa característica se tornou mais evidente?

Nicolly: Adoro me exibir, sensualizar e ver que a pessoa do outro lado está curtindo, é uma sensação inexplicável… Quanto a minha sexualidade, sim, antes do site já era bem aflorada, sempre amei sexo, para mim qualquer lugar é hora, não tenho frescurinhas. Entre quatro paredes vale tudo, os dois só precisam estar de acordo!

Le: Vi em seu perfil no CameraHot que você gosta de homens de barba (oba rsrs)! O que mais te atrai num homem? Há só a questão física ou existem perfis de comportamento que também te atraem?

Nicolly: Então, Lele, sou apaixonada por homens de barba, não que os sem barba não me chamem atenção, muito pelo contrário! A primeira coisa que olho para um homem é a boca, depois o olhar… o papo do homem me chama muito atenção, se um cara chegar para conversar comigo e só falar de academia, pode ser o mais lindo do mundo, mas mando à merda. Gosto de homens com conteúdo.

Le: Se o cliente abrir a câmera dele para você, isso te dá tesão? Além de deixar o atendimento mais próximo, íntimo, você acha?

Nicolly: Sim, adoro quando o cara abre a cam, me sinto mais próxima! Tem alguns que dizem “Ah, Nick, sou tímido, não vou abrir” e quando o papo começa, sem eu falar mais nada, o cara abre a câmera! Adoro quando isso acontece, quer dizer que ele se sentiu à vontade e bem na minha companhia.

Le: Com relação a isso, do atendimento, quando o cliente não abre a câmera, você imagina como ele é, ou deixa rolar e curte daquela forma mesmo? Digo, você cria de repente uma imagem pra poder aumentar o tesão?

Nicolly: Nossa, Lele, já aconteceu muito isso, de a pessoa não abrir a câmera. Daí fico imaginando como ela é e às vezes ate começo a descrever como imaginei aquela pessoa. Olha, muitas vezes acerto rsrs! Quando não vejo, tento imaginar como é. para sentir mais prazer e tesão na hora.

Le: Algum cliente que sempre vai te visitar e nunca abria a câmera, quando ele fez pela primeira vez, já te surpreendeu pela aparência? Para o bem ou para o mal? Rsrs

Nicolly: Rsrsrs! Já! Estou rindo porque veio em mente um acontecimento: sempre falava com uma pessoa, ele me visitava todos os dias, às vezes só para dar boa noite ou bom dia. Daí um dia, logo pela manhã, ele veio todo feliz dizendo que tinha comprado uma câmera e ia abrir. Fiquei toda feliz e empolgada, mas quando abriu ele era totalmente o oposto do que eu imaginava… Culpa dele, que se descrevia totalmente diferente (FDP!) kkkkkkk! Hoje em dia ele abre a cam sem precisar pedir e nossas noites e dias são os mesmos, pois nossos assuntos se encaixam…

Le: Você acredita que possa haver carinho real ou até amor, paixão entre uma camgirl e um cliente? Por acaso aconteceu com você?

Nicolly: Nossa, Lele, você que me complicar com essa pergunta… Vou responder, mas espero que meu marido não leia. Kkkkk

Le: Não quero te encurralar…

Nicolly: Acredito sim, que pode existir carinho, paixão ou até mesmo amor verdadeiro entre uma camgirl e um cliente, afinal somos seres humanos, temos coração, sentimentos… E, sim, já aconteceu de me apaixonar por um cliente e creio que era paixão correspondida ou ele era muito FDP e me enganou direitinho! Kkkkkk Ufa, respondido!

Le: Me conta um pouco de como isso ocorreu, desde o início até você ter esse sentimento.

Nicolly: Como aconteceu? Le, você realmente quer me foder com essas perguntas… rsrsrs! Essa vou preferir não responder… Pulei a pergunta, pode isso, produção? kkkkkkk

Le: Fugindo da raia, hein! Tá bom… Outra coisa que gostaria de saber: por você ter uma beleza encantadora, além de ser muito simpática, muitos clientes se declaram pra você? Que estão apaixonados e que são loucos por você?

Nicolly: Recebo sim vários elogios que me levam ao céu, fico toda bobona. O CameraHot me ajudou muito com minha autoestima! Tenho bastante cliente que já se declarou e sempre volta para reforçar a declaração…

Le: Como você lida com isso? Já houve assédio que extrapolou as regras do site?

Nicolly: Já sim, já fiquei com medo de uns doidinhos…

Le: Com relação ao atendimento no CameraHot, qual o tipo que você mais gosta? Com brinquedos, mãos, uma boa conversa que leve à excitação?

Nicolly: Isso depende muito do dia e da pessoa, é relativo. Tem dias que já quero logo colocar um brinquedinho na pepeca e me masturbar gostoso e tem dias que um bom papo me excita… Como disse, depende muito do dia e da pessoa.

Le: Tem algum momento que mais te marcou? E qual te deixou mais molhada? Qual te levou gozar mais rápido?

Nicolly: Difícil escolher um único momento. O mais recente foi há umas 2 semanas: a pessoa entrava e saia da minha sala, fez isso por várias vezes, até que ficou o tempo suficiente para ver meu “oi”. Ele me chamou para o chat privado e disse que há 3 meses ficava me vendo e olhando minhas fotos, que resolveu fazer um perfil no Twitter para me seguir e se sentir mais próximo. Sem se identificar, ele comprou um presente numa sexshop onde tenho cadastro e, quando abriu a câmera dele, estava todo vermelhinho de vergonha e parecia estar emocionado em me ver. Aquilo me deixou em êxtase, nosso papo foi muito bacana e ele sempre me surpreende…

Le: Que legal, Nic. Isso é recompensador também, né? Sem esperar é melhor ainda! Essa resposta até chama a próxima pergunta. Sintonia, Nic! Hehehe! Há quem vá te visitar somente para ter sua companhia para uma boa conversa ou até mesmo desabafar?

Nicolly: Tem muitos que só querem desabafar e falar como foi o dia. Eu que já gosto de conversar… rsrs! Falo para caralho! Kkkkkk

Le: Olha, Nic, posso dizer que eu sou assim. Às vezes entro só para ver vocês, bater um papo, mandar um beijo. Considero como parte do meu dia.

Le: Sabemos que você é casada. Já houve algum caso de ciúme por parte do seu esposo? Digo com relação a algum cliente. No mais, é tranquila essa questão para vocês?

Nicolly: Hoje em dia ele tem muito mais ciúmes do que quando comecei. Apesar de a gente ter uma relação totalmente aberta quanto a sentimentos, às vezes dá umas crises de ciúmes.

Dio: Opa, deixa eu aproveitar para perguntar sobre o outro lado. Nicolly, desde o início você assumiu que era uma camgirl com noivo e agora casada. Por outro lado, muitas camgirls casadas preferem não contar isso aos clientes. Alguma razão te fez deixar isso claro desde o início? Acha que te atrapalhou de algum modo?

Le: Boa! Tem muitos clientes que demostram algum ciúme por você ser casada?

Nicolly: Muitos não, mas alguns. Como disse antes, nunca tive um personagem, sempre fui eu mesma e por que não contar às pessoas minha real situação amorosa? Nunca me atrapalhou, pelo contrário, algumas vezes me ajudou muito a afastar clientes que insistem em querer encontro real.

Le: O que te deixa com mais tesão num atendimento? A conversa, o cliente abrir a câmera, seus brinquedos? Ou outro fator que você possa nos contar?

Nicolly: Além de o cliente abrir a câmera, me excita muito uma boa conversa. Às vezes, só de ouvir um “cachorra”, já fico toda molhadinha, mas tem dias que preciso de muito mais…

Le: Guardadas as devidas proporções, quais as sensações que mais se assemelham entre o sexo real e o virtual?

Nicolly: Na minha opinião, nada se assemelha ao sexo real.

Le: No real, o que mais te excita? O que mais você gosta de fazer e receber no sexo real?

Nicolly: No real, o que mais me excita são as preliminares, indispensável. Como eu disse, amo boca e olhar, me excita muito beijo na boca e pegada no cabelo próximo a nuca, nossa me arrepiei aqui… rsrs! Adoro fazer oral, amo chupar um pau bem duro e saber que é tudo para mim, amo beijo, mordidinhas e por aí vai… Ah, faltou uma coisa: adoro melar a barba…

Le: Foi demais. Suas respostas foram diretas, sem rodeios. Sinceras. Adorei

Nicolly: E essa última não vai sair da minha cabeça tão cedo…

Dio: Me intrometendo aqui, essa última resposta me lembrou do Gold Show que Nicolly fez com o marido. A cena dela melando a barba dele me ajudou a escrever o conto erótico que está no Blog do CameraHot.

Nicolly: Acabaram suas perguntas, Le? Posso começar minha vingança?

Le: Pode mandar! Por enquanto só tenho a dizer que foi um prazer imenso saber mais sobre você. Xonei…

Nicolly: Aceitaria que sua companheira fosse camgirl?

Le: Aceitaria sim, sem problemas. Antes de conhecer exatamente como é o trabalho de vocês, ficaria em dúvidas em decorrência do desconhecimento, mas agora, sabendo como é o trabalho de vocês e, principalmente, o quão encantadoras vocês são, aceitaria numa ótima que ela trabalhasse com isso. E iria além, participaria de Gold Shows! Quisera eu só que ela fosse tão linda como vocês são!!

Dio: Le, se sua mulher fosse camgirl, já se imaginou num Gold? Daria mesmo conta do recado?

Nicolly: Pois é, Le, considerando a pressão que é um gold, daria conta?

Le: Olha, eu imagino. Mas na verdade não sei dizer. A gente fala que quer fazer e tudo, mas nem faz ideia do que as camgirls passam.

Dio: Ainda mais com o @BadBoyIIIII falando “mete, mete, mete, cu, boceta, cu, kct, caralho!”

Le: É pressão demais. Teria que ter uma abstração enorme do que está do outro lado da tela. Mas eu tentaria sim.

Nicolly: Imagina chegar um cliente e dizer “mete o dedo no cu, mas no dele!” Rsrsrsrs

Le: Kkkkkkkkkk Aí fedeu!

Nicolly: Brocha…

Le: Na verdade, nós não fazemos ideia do que é isso tudo. Só sentindo na pele para saber.

Nicolly: Meu marido sentiu na pele como é e depois nunca mais quis saber… É falar em Gold e ele já diz logo: “NÃO!”

Le: A verdade é que o buraco é mais embaixo… kkkkkkk!

Nicolly: Já se apaixonou por alguma camgirl? Se sim, ela sabe?

Le: Essa pergunta exige uma resposta bem pensada… espera um pouco. Sim, pois sou um apaixonado contumaz! Vocês são encantadoras, apaixonantes. Quanto mais nos relacionamos pelo CameraHot, mais me apaixono. Se vocês sabem ou não, não sei dizer, hehehe.

Nicolly: Já se declarou para alguma camgirl? Já teve aquela louca vontade de querer real?

Le: Como disse, sou apaixonado sempre, então, sim, já disse aos montes sobre meus sentimentos. E quanto ao real, mesmo sabendo que é impossível esse contato, admito que por várias vezes quis atravessar a tela do notebook. Muitas vezes a paixão se sobrepõe à razão. Entretanto nunca mencionei isso, muito menos propus ou insisti, em decorrência, primeiro, do respeito que tenho por vocês e, em segundo, por ser vedado esse tipo de contato.

Dio: Deixa eu meter meu bedelho de novo. Le, você já transou na vida real pensando numa camgirl?

Le: Sim, por inúmeras vezes transei fantasiando que ela era uma das camgirls do CameraHot. E várias vezes eu contei depois para musa.

Le: Vou aproveitar essa intromissão e mandar a bola para a Nic: você já transou pensando em algum cliente?

Nicolly: Já sim, Lele, por várias vezes, e em algumas dessas vezes a pessoa soube…

Nicolly: Mas deixa eu voltar ao comando. Le, o que mais chama sua atenção em uma mulher?

Le: O que mais me chama a atenção numa mulher, num primeiro momento, é a boca. Considerando as modelos do CameraHot das quais eu mais gosto, o que me chamou a atenção antes de qualquer contato foi a boca. Aí você, Nic, está incluída. Sua boca é linda, lasciva. Com relação ao corpo, sou clichê, bunda e seios se destacam. Mas isso é fugaz e, sem dúvidas, uma conversa legal, química, gostos em comum também são qualidades e características que me cativam.

Nicolly: Ouvi recentemente uma pesquisa de que vários homens já fingiram orgasmo para terminar logo uma relação ou por qualquer outro motivo. Você já fingiu orgasmo?

Le: Nunca fingi orgasmo, nem real nem virtualmente. Muito pelo contrário, quando gozo é impossível não perceber, pois fico em êxtase, sem ar, ejaculo muito também, minhas feições se alteram, é um momento inexplicável. Impossível fingir tudo isso. Mas, claro, já aconteceu em algumas ocasiões da gozada ser um pouco, digamos, mecânica, o que não é tão legal assim. Alguns fatores podem levar a isso, como a mulher não se entregar para o ato e ficar com frescuras, maus odores e falta de cuidado e higiene consigo mesma. Isso, quando não ocasiona uma brochada, me causa esse ato mecânico que eu mencionei.

Nicolly: Direta e reta: boceta lisa ou com bigodinho?

Le: Eu gosto de um bigodinho, sim. Nada contra as lisas, porque essencialmente eu gosto de boceta, mas se for parar para pensar, aqueles pelinhos ali delicadamente colocados, aparados, apontando o caminho da felicidade, me encantam.

Le: Nic, aproveitando o gancho da sua pergunta sobre bigodinho, direto e reto também: pau comprido e fino ou grosso e mais curto?

Nicolly: Não tenho preferência por tamanho do pau, mas vou ser sincera que um pau de 10 centímetros duro não me chama atenção rsrs! Aiii, caralho, essa pergunta foi foda. Enfim, gosto de sexo e de quem sabe fazer…

Le: Vou emendar mais uma pergunta: Goza no sexo anal? De verdade? Ou só se tiver estímulo na vagina também?

Nicolly: Sexo anal me excita muito! Mas foram poucas as vezes em que cheguei ao orgasmo com penetração anal e nessas poucas vezes sempre tive estímulo vaginal.

Nicolly: Como conheceu o CameraHot? E o que fez procurar o site?

Le: Conheci por ter visto umas fotos de uma camgirl (nossa querida Bruninha Fitness) em algum site desses de amadoras onde constava o nome do site e então fui conhecer. Fiz o cadastro, mas somente após alguns meses é que fiz a primeira carga de créditos. Antes disso ficava espiando de vez em quando, para me ambientar. Posso dizer, foi muito bom ter conhecido e curto muito tudo isso! Comecei a utilizar mais o site para suprir um pouco da minha necessidade de aventuras sexuais. Sempre tive a sexualidade muito latente e sempre curtia muito pornografia na internet e tal. Num primeiro momento foi por isso, para sanar minha vontade de aventuras sexuais. Mas hoje, além disso, claro, eu gosto muito de estar presente porque conheci mulheres incríveis, construí amizades verdadeiras, relações de carinho mais fortes do que as da vida real por muitas vezes, paixões e etc.

Nicolly: Na cama prefere mulher quieta, silenciosa e obediente ou prefere as damas na sociedade e putas na cama?

Le: Nada de silêncio. Adoro os gemidos, a respiração ofegante, sinais físicos de prazer, corpo curvado, pernas inquietas, palavras lançadas, sem falar no maior afrodisíaco para um homem que é ver e sentir uma boceta molhada. Se é dama na sociedade, não sei, o que eu quero é que seja uma putinha na cama, minha putinha.

Nicolly: Você tem namorada/esposa? Contou ou contaria para ela que você é um puto e que adora camgirls?

Le: Tenho companheira (não sou oficialmente casado), já mostrei o site para ela, mas não contei nem 10% do que ocorre por lá e pelo Twitter… hehehe. Ela é tranquila e controlada come relação a ciúme, nos respeitamos e respeitamos o espaço e momentos de cada um. Ela não é tão encanada com esse tipo de coisa. Se entendesse necessário, eu contaria para ela.

Nicolly: Le, alguma musa já demonstrou ciúme por você? Ou pediu exclusividade ou para você não ir na sala de outra?

Le: Exclusividade não diria, mas já notei algum ciúme sim, mas nada demais. Isso foi bem no início. Hoje rimos da situação quando lembramos.

Le: E com você, Nic, deve haver muitos clientes/putos ciumentos, certo? Se sim, como você lida com isso?

Nicolly: Olha, tem uns bem ciumentos, do tipo que fica a madrugada comigo no privado para não entrar outro rsrsrs! Mas sou bem direta e reta. Quando começam com ciúmes, já digo que é meu trabalho e homem nenhum vai ficar me prendendo por ciúmes. Mas sou bem ciumenta também, Le, e por várias vezes me controlo para não falar nada, não tenho esse direito

Nicolly: Le, já realizou alguma fantasia no site? Tem alguma fantasia que deseja realizar?

Le: Olha, Nic, não sou muito de fantasias mais elaboradas. Curto a conversa ir esquentando, sinais de que a camgirl está ficando com tesão. Gosto de falar, descrever o que iria fazer. Com minhas mãos, boca, pau, assim. Gosto de ver a mulher se tocando, se acariciando, passando as mãos pelo corpo. Gosto de imaginar uma situação, como estar no escritório, num banheiro de restaurante, por exemplo. Curto imaginar a textura da pele, o cheiro, maciez. É isso que me deixa maluco, que me excita. Falar o quanto eu quero você, no seu ouvido. Imaginar essas coisas acontecendo de verdade.

Dio: Le, mas você já realizou fantasias de musas, não? Pelo que eu li no Blog do CameraHot, botou o pau para fora da calça social no escritório…

Le: Ah sim, Dio, mas não foi nada pensado. Foi fantasiado por ela. Aconteceu no momento e ela ficou louca. Acho que ela tinha essa fantasia e acabou coincidindo. Para minha sorte e alegria. Kkkkkkkkk Mas não considerei como a realização de uma fantasia, foi do momento. Tesão da situação em si, na verdade, botei para fora desse jeito porque seria mais fácil de guardar se alguém batesse à porta… kkkkkkkkkkk

Le: Nic, com relação a você, acredito que você tenha as suas fantasias e também que já possa ter realizado várias. Pode contar uma engraçada, uma picante, uma que você não gostou e uma que você tenha curtido?

Nicolly: Adoro realizar fantasias, já me excita saber que a pessoa nunca fez algo e quer que eu faça…

Uma engraçada: o cliente pediu para colocar uma meia calça dentro da buceta e eu coloquei, rsrs, mas não deu tempo de tirar e o FDP gozou! Falei para ele: “Já? Se soubesse que queria tanto tinha demorado mais!” kkkkkkkk Rimos muito disso…

Uma de que gostei: sempre tive fantasia de ver um strip exclusivo e uma pessoa especial me deixou ver tomar banho e se trocou colocando terno! Nossa, não esqueço disso…

Mas uma que me deixou bem excitada foi o cliente me dominar e nós dois ficarmos na sacada do meu quarto conversando e fodendo com o dia nascendo…

Le: Caralho!! Esquentou aqui!

Dio: Enquanto vocês recobram o fôlego, deixa eu perguntar algo para os dois: Le, se você encontrasse por acaso a Nicolly ou outra musa na rua, qual seria sua reação? Nicolly, e se fosse você? Ficariam envergonhados ou se cumprimentariam?

Nicolly: Se eu encontrasse o Lele ou qualquer outro do site ou Twitter, ficaria meio sem reação, mas não deixaria de cumprimentar, conversar…

Le: Eu ficaria feliz, acredito que um pouco tímido, mas iria parar e cumprimentar, conversar também. E em se tratando da Nic, um abraço eu desejaria dar.

Nicolly: A primeira coisa era te dar um abraço e um beijo no rosto.

Le: Pronto, ganhei o ano! Rsrs. Eu acho que seria assim mesmo. Um abraço apertado e um beijo no rosto. Com carinho e respeito. Mas muito desejado.

Nicolly: Nossa, Le, pude sentir aqui seu abraço, ia dar um cheiro disfarçado no seu pescoço rsrs!

Le: Eu acho que se isso acontece de verdade, conversaríamos muito e daríamos muitas risadas sobre tudo daqui principalmente. E eu adoraria dar uma boa cheirada no seu cangote… kkkkkkk Para sentir e guardar seu perfume, seu cheiro na memória.

Dio: E se vocês estivessem acompanhados? Teriam coragem de abordar?

Eu acredito que sim. Apresentaria como minha amiga. Agora se a Nic também estivesse acompanhada, deixaria ela tomar a iniciativa.

Nicolly: Se eu estivesse acompanhada, sim, claro. Se conheço a pessoa, não tem motivo para fingir não ver, mas se ele estivesse acompanhado e não olhasse, daí ia entender o recado e não ia até ele.

Dio: Se eu estivesse acompanhado, eu nem olharia para os lados… Polícia é braba!

Nicolly: Rsrsrs. Meu marido ia ficar perguntando: “Quem é?” “De onde conhece?”

Dio: Sua vantagem é que o marido sabe do site e te apoia.

Nicolly: Sabe e apoia, mas ultimamente está ciumento demais… Rsrsrs!

Imagens Day: Belo bate-papo, pessoal! Nicolly e Le, deixem uma mensagem para os leitores do Blog.

Le: Queria deixar aqui meu agradecimento pelo convite para participar deste bate-papo, especialmente por ter a chance de conhecer mais sobre a Nic. Foi uma honra para mim, de verdade. Nic, curti demais nossa conversa e meu carinho por você aumentou ainda mais! Valeu Dio e Imagens Day, foi foda! E aos leitores e leitoras, deixo meu abraço!

Nicolly: Quero agradecer ao pelo espaço em seu blog para nosso bate papo, ameii ter o como escolhido foi maravilhoso, amei o @dioclecioch interagindo conosco… adorei conhecer mais sobre esse Puto pelo qual tenho muito carinho… Aos leitores e leitoras recomendo o Blog e Twitter do e deixo um grande beijo a todos, até a próxima.

1º Bate-Papo Musa vs Puto / Nina Lolita vs Dio Puto de Terno

1º Bate-Papo Musa vs Puto

Nina Lolita vs Dio Puto de Terno

Inspirado no #MêsDaCamgirl, eu, @ImagensDay, resolvi abrir espaço aqui no meu Blog para conhecermos melhor nossas musas CamGirls de um jeito um pouco diferente.

Já vimos por aí as camgirls sendo entrevistadas por programas de TV e webTV, youtubers, sites e blogs, mas agora elas serão entrevistadas por seus próprios fãs.

E, como forma de demonstrar os multitalentos dessas incríveis camgirls, elas também revelarão seu lado entrevistadora e terão direito a perguntar o que quiserem ao fã entrevistador.

Bem-vindos (as) ao Bate-Papo Musa vs Puto!

Apresento a vocês os participantes deste Bate-Papo de estreia:

A Musa: Nina Lolita, CamGirl do CameraHot e uma das #MusasOficiais da Confraria dos #PutosOficiais do CameraHot no Twitter (@lolita_nina).

Participou recentemente do #PutosBatemNaPorta. Ela tem 23 anos, é intensa, alegre, ama contos eróticos e homens educados.

O Puto: Dio Puto de Terno, assinante do CameraHot e um dos #PutosOficiais da Confraria no Twitter (@dioclecioch). Apreciador da beleza feminina. Voyeur incorrigível. Poeta e contista vez ou outra. Colunista no Blog do CameraHot. Fã de camgirl.

O Bate-Papo:

1o BatePapo.jpg

Dio: Nina, há quanto tempo você é CamGirl e como descobriu esse mundo?

Nina: Há 8 meses. Descobri por meio de uma amiga.

Dio: Por que decidiu ser camgirl?

Continuar lendo